1 0 13003 600 0 0 http://sergal.com.br/blog 960 0
site-mobile-logo
site-logo

Corrosão no Viaduto Jaguaré

Corrosão no Viaduto Jaguaré No início do mês de Novembro de 2018, a região da Zona Oeste na cidade de São Paulo enfrentou grandes dificuldades com relação a mobilidade urbana. Isso porque o viaduto do Jaguaré cedeu deixando 5 carros […]

Corrosão no Viaduto Jaguaré

No início do mês de Novembro de 2018, a região da Zona Oeste na cidade de São Paulo enfrentou grandes dificuldades com relação a mobilidade urbana. Isso porque o viaduto do Jaguaré cedeu deixando 5 carros danificados e no decorrer do mês, após o feriado prolongado, foram registrados 153 km de trânsito com a marginal pinheiros interditada.

Segundo um especialista “O problema mais grave foi no rompimento da travessa, uma ruptura brusca, talvez por fadiga de materiais, por corrosão das armaduras, porque essa travessa se encontra exatamente numa junta de dilatação do viaduto e, talvez pela infiltração de água, com o tempo tenha ocorrido a corrosão das armaduras…”.

Claramente a obra não foi Galvanizada. Caso a estrutura de sustentação fosse em aço galvanizado, o reparo poderia ser realizado por volta de 1 semana, com mais facilidade e agilidade. Além do mais, a obra poderia ter sua durabilidade estendida pois a galvanização protege os materiais da umidade e corrosão.

Um cuidado simples que pode remediar transtornos e possíveis ”dores de cabeça” na população. Inclusive para obras pessoais este cuidado de ter o material galvanizado é extremamente necessário.

E ai vale a pena fazer o reparo ou construir uma ponte galvanizada e não se preocupar?

Sem categoria
Previous Post
Maior Ponte Marítim...
Next Post
Estádios Galvanizad...
0 Comments
Leave a Reply